Data/Hora

Imagens Utilizadas


Google Translate
ArabicBlogger Tips And Tricks|Latest Tips For BloggersFree BacklinksBlogger Tips And Tricks Korean Japanese Chinese Simplified Russian Portuguese
English French German Spain Italian Dutch







26 de novembro de 2009

AS CLASSES DOMINANTES DO PAÍS APOSTAM NA FALTA DE MEMÓRIA E NA FALTA DE CONHECIMENTO HISTÓRICO DO POVO BRASILEIRO

 
A força DA MULHER...

É assim que eles vencem e é assim que eles triunfam e se perpetuam no poder. Eles apostam na ignorância, na falta de conhecimento histórico, apostam na falta de memória do cidadão brasileiro e assim, sempre estão por cima desfrutando do bom e do melhor daquilo que a classe trabalhadora pode oferecer. Lucros exorbitantes remuneram as elites dominantes de um país que os doutores defensores do neoliberalismo preferiram chamar a partir da década de 90 de “País em desenvolvimento”. Por que não “subdesenvolvido”. É feio e não soa bem. “Em desenvolvimento” fica mais chique e a imagem melhora, enquanto isso a ilusão se perpetua e a pobreza, a miséria, as injustiças sociais e econômicas, a exclusão social e política e a desigualdade dilacera o país mais belo do mundo que é o nosso Brasil. O povo tem culpa sim, pois ele se permite ser enganado e cai sempre na lábia e no engodo político daqueles que trabalham em favor do lucro. Nosso país sempre foi um palco de disputa política e dos interesses econômico entre conservadores, progressistas e republicanos, mas que no final, estes três grupos sempre foram os mesmos e nunca defenderam os reais interesses do povo. Eles juntos fizeram sozinhos a Independência, a abolição e a Proclamação da República e depois saíram nas fotografias como grandes heróis e bem feitores da sociedade, isso vem sendo assim desde a época do Primeiro e do Segundo Impérios. Se voltarmos na História veremos liberais, progressistas e conservadores juntos, ora contra e ora a favor de alguma mudança, mas nada que fosse de fato redundar em uma grande revolução para mudar a velha estrutura do país. Hoje com a nova denominação de “NEOLIBERAIS”, a doutrina é a mesma defendida século XVIII quando foram lançadas as bases do capitalismo tão selvagem em nosso país.
Os novos doutrinadores da economia neoliberal não são tão nosso como se pensa, eles ressuscitaram o velho e ultrapassado Adam Smith e hoje retomam o grito de protesto dizendo: “Fora Estado dos negócios”, ressuscitaram o velho grito “Laissez-faire, laissez-passer” que em francês quer dizer deixai fazer, deixai passar. Em outras palavras eles querem dizer que o Estado não deve administrar coisas públicas e que são de direito de todos como Saúde, educação, estradas, previdência, empresas estratégicas como as que cuidam das minas e energias, as grandes mineradoras e petrolíferas. Enfim, para estes abutres capitalistas neoliberais, o governo deve abrir mão de tudo àquilo que está sob sua responsabilidade e que garante o direito da maioria da população que é o acesso à cultura, a educação gratuita e de qualidade, entre outras, tudo deve sair das mãos do governo e passar para o setor privado. Claro, imagine os gastos com consultas hospitalares, imagine os cursinhos, escolas e faculdades particulares, quanto não iriam lucrar se tudo isso for privatizado? Quantos não iriam lucrar, se cada doente que puder pagar realizasse uma consulta particular e ao invés de procurar postos de saúde, cada cidadão deixasse de comprar o pão nosso de cada dia para ir ao posto ou clínica particular? Será que o cidadão ainda não se deu conta que já pagamos para o governo tomar conta de tudo isso e com qualidade? Sem a ECOVIA as estradas não poderiam estar melhores? Será que teremos mesmo que pagar duas vezes pelo mesmo serviço na ilusão de que o que é privado é melhor? Não. O público tem por obrigação ser melhor para todo mundo.
Como se vê os mesmos grupos da classe dominante do velho Brasil imperial e do início até o fim da velha República ainda brigam entre si para ver quem ocupa a maior fatia do lucro e do poder. A esquerda dividida, ao invés de se unir faz críticas ao Governo Federal e assim dão a chance à direita e ao centro (PSDB/PFL e partidos associados) de voltarem ao poder. E já que a esquerda não se une, cometendo a mesma burrice de séculos, o Partido dos Trabalhadores tem que buscar forças em um partido que age como um parasita do poder que é o PMDB. Ruim com eles, pior sem eles. Essa máxima é válida, já que tem gente do PSTU, PSol, PDT e PC do B fazendo discursos pró PSDB. Até o Collor que foi escorraçado do poder em 1992 torna-se um grande aliado, claro que PMDB e Collor ascendem uma vela pra Deus e outra pro diabo, mas numa dessa, ou a Dilma Roussef é eleita presidente do Brasil ou a proposta de atender as massas populares mais carentes e de colocar fim à desigualdade social e econômica cairá por terra se o CENTRÃO PSDB?PFL e seus agregados retornarem à esfera federal. Basta São Paulo que atura há 15 anos os desmandos do PSDB aliado ao PFL hoje denominado de DEM e outros. Gente, túneis e viadutos não garantem saúde, educação, moradia, além disso, ainda caem sobra a cabeça das pessoas que elegeram esses grupos elitistas. Esses ranços da ditadura que posam de democratas, mas que na hora de criar um novo pedágio, na hora de discutir as condições degradantes dos professores e a falta de estrutura da escola pública esses governos passam por cima até da justiça. São Paulo está sob a ditadura tucana faz mais de doze anos, um processo degradante que o povo não enxerga, é por isso que o PCC e ostros grupos do crime organizado estão mais fortes que o Estado, eles pararam São Paulo no governo de Geraldo Alkimin, e se esse governo não tivesse NEGOCIADO oferecendo inclusive TVs de plasma de melhor qualidade para os presos assistirem jogos da copa
"O esquecimento só interessa às classes dominantes e àqueles que mataram", disse o subsecretário de Direitos Humanos da Presidência da República, o capixaba Perly Cipriano, durante a abertura da sessão especial pelos 30 anos da Lei 6.683, de 28 de agosto de 1979, mais conhecida como Lei de Anistia.
Já dizia o ministro da propaganda nazista que uma mentira repetida 100 vezes vira verdade. Receio que isso possa acontecer num país onde o povo não tem memória, pois no início desse mês de novembro o PSDB empesteou a televisão de propaganda falando sobre a Dilma. Até de terrorista, seqüestradora eles a estão chamando, e como não têm mais argumentos para denegrir a imagem desse grande mulher oponente aos grupos direitistas, o PSDB resolveu dizer que Dilma é responsável pelos apagões. Para mim, Dilma é ainda candidata para 2010, mas os desesperados pelo poder já estão tratando Dilma como Presidenta da República responsabilizando-a por um fato ainda a ser investigado e que aconteceu até mesmo no Paraguai e em vários estados brasileiros.
A quem interessa mais a mentira sobre Dilma terrorista e seqüestradora? A mentira que o PSDB tenta lançar para denegrir a imagem de uma mulher só interessa à minoria privilegiada desse país, por isso vão continuar mentindo. Segundo Perly Cipriano, “O esquecimento só interessa às classes dominantes e àqueles que mataram”. Ele disse isso em solenidade na Assembléia Legislativa do Espírito Santo, relembrou os anos de chumbo, época em que Dilma lutou contra a ditadura. Eu diria que um povo que esquece o passado torna-se refém dos interesses dominantes de grupos privilegiados e aos políticos tucanos que apostam na ingenuidade do povo e na falta de conhecimento para vencer as eleições, e como Serra sabe que a ignorância faz o povo acreditar apenas naquilo que ressalta aos olhos, então está enchendo as rodovias de pedágios e obras. Mesmo com túneis (exemplo da linha amarela do metrô) e viadutos desabando sobre as pessoas, ele continua tocando as obras a todo vapor. Obras superfaturadas e de qualidade duvidosa. As aparências serão capazes de esconder os reais interesses particulares desse governo? Viadutos e pontes, coisas que aparecem, serão suficientes para ludibriar o povo mais carente que ao invés de andar sobre rodoaneis e viadutos estarão vivendo embaixo deles como mendigos? A elite andará por cima, mas embaixo, quem estará? É para isso que servem essas obras faraônicas: para a elite passar por cima e o povo morar embaixo. A periferia está abandonada, a saúde e a educação descuidadas e carentes de investimento do governo estadual, porém, ele prefere construir rodoaneis e ampliar a Castelo Branco com dinheiro público para depois através de novos pedágios entregar essas obras prontas com o nosso dinheiro para uma concessionária, uma empresa privada que cuidará de cobrar os pedágios. Com meu simples carro popular (Palio ex 98) eu pagarei duas vezes para passar de Barueri até Osasco. Duas vezes porque o IPVA é de 412 reais pago todos os anos não será suficiente para eu poder chegar até Osasco mais, visto que terei que pagar pedágio logo logo, acredito que o governo Serra vai fazer de tudo para inaugurar esse pedágio até o natal, onde o fluxo será promissor e renderá muito lucro. Omo pode um cidadão com direito de ir e vir ter que pagar duas vezes para usar o que já é seu? A coisa pública é do povo, praças, rodovias etc. O homem está privatizando tudo, até as estradas. Como no feudalismo, vamos pagar pedágios até para respirar, e se esse governo chegar a esfera federal, estaremos FERRADOS literalmente. Então, Dilma neles!
Dilma lutou contras a ditadura, foi militante de esquerda no regime de 64-85, foi presa e como muitos, acusada e procurada com acusações que a direita hoje representada pelo PSDB está utilizando para denegrir a imagem da nossa futura presidenta da República. Pior é quem a acusa também fez parte de movimentos contra a ditadura, mas hoje, nega esse passado. Há quem diga até que Fernando Henrique foi exilado, porém duvido, e acho que ele foi apenas convidado a dar um passeio pela Europa onde se tornou até professor, o Serra também alega isso. Será? Acredito que o exílio desses senhores foi como aconteceu com os integrantes mais privilegiados dos inconfidentes mineiros mais ricos que fizeram parte do grupo de Tiradentes. Só Tiradentes morreu, pois era o mais pobre da turma, os outros por serem da elite, porém inconformados com a cobrança de impostos da época a Derrama, foram convidados a saírem fora do país até a poeira baixar, e quando a revolta foi totalmente abafada, eles retornaram ao país, mas estes nunca sofreram perseguição de fato. FHC foi convidado a dar um passeio pela Europa até a coisa esfriar, e o Serra não tem nenhum sinal de tortura. Quem mesmo foi exilado foram pessoas pobres, cantores, professores como Paulo Freire, mas estes, não foram convidados ao pé do ouvido a sair do país, foram sim, escorraçados e para países pobres da América do Sul. Onde já se viu exilar-se em países ricos da Europa e ainda virar doutor? Lecionar? Duvido. Quem foi exilado não era bem visto lá fora, eles (FHC/Serra), entretanto, foram queridos. Só pobre foi exilado, críticos pobres foram torturados e mortos, professor de Filosofia, História, jornalistas com Vladimir Erzog, Dilma Roussef, Lula e muita gente do PCB sofreram de fato algum tipo de perseguição por parte da ditadura. Não podemos considerar Serra um ex-lider estudantil e nem FHC um ex-exilado. Dilma sim...
Valeu!


Olinuap Onabra Muhammed
Publicado no Recanto das Letras em 26/11/2009

naturezab annb.png

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Este blog não permite comentários anônimos.
A moderação de comentários foi ativada. Todos os comentários devem ser aprovados pelo autor do blog.

This blog does not allow anonymous comments.
Comment moderation is enabled. All comments must be approved by the blog author.

26 de novembro de 2009

AS CLASSES DOMINANTES DO PAÍS APOSTAM NA FALTA DE MEMÓRIA E NA FALTA DE CONHECIMENTO HISTÓRICO DO POVO BRASILEIRO

 
A força DA MULHER...

É assim que eles vencem e é assim que eles triunfam e se perpetuam no poder. Eles apostam na ignorância, na falta de conhecimento histórico, apostam na falta de memória do cidadão brasileiro e assim, sempre estão por cima desfrutando do bom e do melhor daquilo que a classe trabalhadora pode oferecer. Lucros exorbitantes remuneram as elites dominantes de um país que os doutores defensores do neoliberalismo preferiram chamar a partir da década de 90 de “País em desenvolvimento”. Por que não “subdesenvolvido”. É feio e não soa bem. “Em desenvolvimento” fica mais chique e a imagem melhora, enquanto isso a ilusão se perpetua e a pobreza, a miséria, as injustiças sociais e econômicas, a exclusão social e política e a desigualdade dilacera o país mais belo do mundo que é o nosso Brasil. O povo tem culpa sim, pois ele se permite ser enganado e cai sempre na lábia e no engodo político daqueles que trabalham em favor do lucro. Nosso país sempre foi um palco de disputa política e dos interesses econômico entre conservadores, progressistas e republicanos, mas que no final, estes três grupos sempre foram os mesmos e nunca defenderam os reais interesses do povo. Eles juntos fizeram sozinhos a Independência, a abolição e a Proclamação da República e depois saíram nas fotografias como grandes heróis e bem feitores da sociedade, isso vem sendo assim desde a época do Primeiro e do Segundo Impérios. Se voltarmos na História veremos liberais, progressistas e conservadores juntos, ora contra e ora a favor de alguma mudança, mas nada que fosse de fato redundar em uma grande revolução para mudar a velha estrutura do país. Hoje com a nova denominação de “NEOLIBERAIS”, a doutrina é a mesma defendida século XVIII quando foram lançadas as bases do capitalismo tão selvagem em nosso país.
Os novos doutrinadores da economia neoliberal não são tão nosso como se pensa, eles ressuscitaram o velho e ultrapassado Adam Smith e hoje retomam o grito de protesto dizendo: “Fora Estado dos negócios”, ressuscitaram o velho grito “Laissez-faire, laissez-passer” que em francês quer dizer deixai fazer, deixai passar. Em outras palavras eles querem dizer que o Estado não deve administrar coisas públicas e que são de direito de todos como Saúde, educação, estradas, previdência, empresas estratégicas como as que cuidam das minas e energias, as grandes mineradoras e petrolíferas. Enfim, para estes abutres capitalistas neoliberais, o governo deve abrir mão de tudo àquilo que está sob sua responsabilidade e que garante o direito da maioria da população que é o acesso à cultura, a educação gratuita e de qualidade, entre outras, tudo deve sair das mãos do governo e passar para o setor privado. Claro, imagine os gastos com consultas hospitalares, imagine os cursinhos, escolas e faculdades particulares, quanto não iriam lucrar se tudo isso for privatizado? Quantos não iriam lucrar, se cada doente que puder pagar realizasse uma consulta particular e ao invés de procurar postos de saúde, cada cidadão deixasse de comprar o pão nosso de cada dia para ir ao posto ou clínica particular? Será que o cidadão ainda não se deu conta que já pagamos para o governo tomar conta de tudo isso e com qualidade? Sem a ECOVIA as estradas não poderiam estar melhores? Será que teremos mesmo que pagar duas vezes pelo mesmo serviço na ilusão de que o que é privado é melhor? Não. O público tem por obrigação ser melhor para todo mundo.
Como se vê os mesmos grupos da classe dominante do velho Brasil imperial e do início até o fim da velha República ainda brigam entre si para ver quem ocupa a maior fatia do lucro e do poder. A esquerda dividida, ao invés de se unir faz críticas ao Governo Federal e assim dão a chance à direita e ao centro (PSDB/PFL e partidos associados) de voltarem ao poder. E já que a esquerda não se une, cometendo a mesma burrice de séculos, o Partido dos Trabalhadores tem que buscar forças em um partido que age como um parasita do poder que é o PMDB. Ruim com eles, pior sem eles. Essa máxima é válida, já que tem gente do PSTU, PSol, PDT e PC do B fazendo discursos pró PSDB. Até o Collor que foi escorraçado do poder em 1992 torna-se um grande aliado, claro que PMDB e Collor ascendem uma vela pra Deus e outra pro diabo, mas numa dessa, ou a Dilma Roussef é eleita presidente do Brasil ou a proposta de atender as massas populares mais carentes e de colocar fim à desigualdade social e econômica cairá por terra se o CENTRÃO PSDB?PFL e seus agregados retornarem à esfera federal. Basta São Paulo que atura há 15 anos os desmandos do PSDB aliado ao PFL hoje denominado de DEM e outros. Gente, túneis e viadutos não garantem saúde, educação, moradia, além disso, ainda caem sobra a cabeça das pessoas que elegeram esses grupos elitistas. Esses ranços da ditadura que posam de democratas, mas que na hora de criar um novo pedágio, na hora de discutir as condições degradantes dos professores e a falta de estrutura da escola pública esses governos passam por cima até da justiça. São Paulo está sob a ditadura tucana faz mais de doze anos, um processo degradante que o povo não enxerga, é por isso que o PCC e ostros grupos do crime organizado estão mais fortes que o Estado, eles pararam São Paulo no governo de Geraldo Alkimin, e se esse governo não tivesse NEGOCIADO oferecendo inclusive TVs de plasma de melhor qualidade para os presos assistirem jogos da copa
"O esquecimento só interessa às classes dominantes e àqueles que mataram", disse o subsecretário de Direitos Humanos da Presidência da República, o capixaba Perly Cipriano, durante a abertura da sessão especial pelos 30 anos da Lei 6.683, de 28 de agosto de 1979, mais conhecida como Lei de Anistia.
Já dizia o ministro da propaganda nazista que uma mentira repetida 100 vezes vira verdade. Receio que isso possa acontecer num país onde o povo não tem memória, pois no início desse mês de novembro o PSDB empesteou a televisão de propaganda falando sobre a Dilma. Até de terrorista, seqüestradora eles a estão chamando, e como não têm mais argumentos para denegrir a imagem desse grande mulher oponente aos grupos direitistas, o PSDB resolveu dizer que Dilma é responsável pelos apagões. Para mim, Dilma é ainda candidata para 2010, mas os desesperados pelo poder já estão tratando Dilma como Presidenta da República responsabilizando-a por um fato ainda a ser investigado e que aconteceu até mesmo no Paraguai e em vários estados brasileiros.
A quem interessa mais a mentira sobre Dilma terrorista e seqüestradora? A mentira que o PSDB tenta lançar para denegrir a imagem de uma mulher só interessa à minoria privilegiada desse país, por isso vão continuar mentindo. Segundo Perly Cipriano, “O esquecimento só interessa às classes dominantes e àqueles que mataram”. Ele disse isso em solenidade na Assembléia Legislativa do Espírito Santo, relembrou os anos de chumbo, época em que Dilma lutou contra a ditadura. Eu diria que um povo que esquece o passado torna-se refém dos interesses dominantes de grupos privilegiados e aos políticos tucanos que apostam na ingenuidade do povo e na falta de conhecimento para vencer as eleições, e como Serra sabe que a ignorância faz o povo acreditar apenas naquilo que ressalta aos olhos, então está enchendo as rodovias de pedágios e obras. Mesmo com túneis (exemplo da linha amarela do metrô) e viadutos desabando sobre as pessoas, ele continua tocando as obras a todo vapor. Obras superfaturadas e de qualidade duvidosa. As aparências serão capazes de esconder os reais interesses particulares desse governo? Viadutos e pontes, coisas que aparecem, serão suficientes para ludibriar o povo mais carente que ao invés de andar sobre rodoaneis e viadutos estarão vivendo embaixo deles como mendigos? A elite andará por cima, mas embaixo, quem estará? É para isso que servem essas obras faraônicas: para a elite passar por cima e o povo morar embaixo. A periferia está abandonada, a saúde e a educação descuidadas e carentes de investimento do governo estadual, porém, ele prefere construir rodoaneis e ampliar a Castelo Branco com dinheiro público para depois através de novos pedágios entregar essas obras prontas com o nosso dinheiro para uma concessionária, uma empresa privada que cuidará de cobrar os pedágios. Com meu simples carro popular (Palio ex 98) eu pagarei duas vezes para passar de Barueri até Osasco. Duas vezes porque o IPVA é de 412 reais pago todos os anos não será suficiente para eu poder chegar até Osasco mais, visto que terei que pagar pedágio logo logo, acredito que o governo Serra vai fazer de tudo para inaugurar esse pedágio até o natal, onde o fluxo será promissor e renderá muito lucro. Omo pode um cidadão com direito de ir e vir ter que pagar duas vezes para usar o que já é seu? A coisa pública é do povo, praças, rodovias etc. O homem está privatizando tudo, até as estradas. Como no feudalismo, vamos pagar pedágios até para respirar, e se esse governo chegar a esfera federal, estaremos FERRADOS literalmente. Então, Dilma neles!
Dilma lutou contras a ditadura, foi militante de esquerda no regime de 64-85, foi presa e como muitos, acusada e procurada com acusações que a direita hoje representada pelo PSDB está utilizando para denegrir a imagem da nossa futura presidenta da República. Pior é quem a acusa também fez parte de movimentos contra a ditadura, mas hoje, nega esse passado. Há quem diga até que Fernando Henrique foi exilado, porém duvido, e acho que ele foi apenas convidado a dar um passeio pela Europa onde se tornou até professor, o Serra também alega isso. Será? Acredito que o exílio desses senhores foi como aconteceu com os integrantes mais privilegiados dos inconfidentes mineiros mais ricos que fizeram parte do grupo de Tiradentes. Só Tiradentes morreu, pois era o mais pobre da turma, os outros por serem da elite, porém inconformados com a cobrança de impostos da época a Derrama, foram convidados a saírem fora do país até a poeira baixar, e quando a revolta foi totalmente abafada, eles retornaram ao país, mas estes nunca sofreram perseguição de fato. FHC foi convidado a dar um passeio pela Europa até a coisa esfriar, e o Serra não tem nenhum sinal de tortura. Quem mesmo foi exilado foram pessoas pobres, cantores, professores como Paulo Freire, mas estes, não foram convidados ao pé do ouvido a sair do país, foram sim, escorraçados e para países pobres da América do Sul. Onde já se viu exilar-se em países ricos da Europa e ainda virar doutor? Lecionar? Duvido. Quem foi exilado não era bem visto lá fora, eles (FHC/Serra), entretanto, foram queridos. Só pobre foi exilado, críticos pobres foram torturados e mortos, professor de Filosofia, História, jornalistas com Vladimir Erzog, Dilma Roussef, Lula e muita gente do PCB sofreram de fato algum tipo de perseguição por parte da ditadura. Não podemos considerar Serra um ex-lider estudantil e nem FHC um ex-exilado. Dilma sim...
Valeu!


Olinuap Onabra Muhammed
Publicado no Recanto das Letras em 26/11/2009

naturezab annb.png

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Este blog não permite comentários anônimos.
A moderação de comentários foi ativada. Todos os comentários devem ser aprovados pelo autor do blog.

This blog does not allow anonymous comments.
Comment moderation is enabled. All comments must be approved by the blog author.

AdSense