Bem - Vindos !!!



http://www.avivarcel.com/

Data/Hora

Pesquisar este blog

25 de agosto de 2011

Wolfgang Amadeus Mozart





Meus maravilhosos amigos, eu amo rock,  mas tembém gosto de curtir a música clássica, e entre os grandes gênios sou fissurada no irreverente e ousado Wolfgang Amadeus Mozart. Sou admiradora da arte, da música, da cultura e da literatura, grandes talentos não só nacionais como internacionais. E aqui trago um pouco deste que foi um menino especial e mais tarde tornando-se um grande nome da música clássica.

                                     

Wolfgang Amadeus Mozart          
Foto de Wolfgang Amadeus Mozart — PNG image uploaded by the Users.aGainst.LousY.images group.
(Compositor austríaco )
1756 - 1791

Gênio precoce, com personalidade musical complexa e sedento por liberdade. Talvez seja esta a melhor maneira de definir Wolfgang Amadeus Mozart que nasceu como Johannes Chrysostomus Wolfgang Gottlieb Mozart, no dia 27 de janeiro de 1756, em Salzburgo, na Áustria. Desde pequeno revelou extraordinária vocação musical. Seu poderoso talento criador dava-lhe uma expressão versátil. Escreveu com a mesma desenvoltura gêneros instrumentais e vocais, criando uma obra que só não foi mais extensa devido à sua morte prematura, aos 35 anos de idade.

Com quatro anos iniciou as aulas de música com o pai Leopold Mozart, um respeitado professor de violino. Não demorou muito e o garoto já compunha duetos e pequenas composições para dois pianos, com a finalidade de serem interpretadas com sua irmã Maria Anna, a "Nannerl", cinco anos mais velha. A dupla realizou várias apresentações mas, em pouco tempo, a talentosa Nannerl foi ofuscada pelas impecáveis performances de seu irmão. Sem rancores, a moça seguiu outro caminho. Tornou-se professora de piano, casou-se e constituiu família.

O prodígio, aos seis anos, realizou sua primeira turnê pela Europa. Wolfgang deixou a corte aos seus pés. Com sua música, foi admirado e aplaudido por todas as classes sociais, de soberanos a cortesãos. O pequeno era um verdadeiro artista e, durante vários anos, revezou-se entre longas viagens com o pai e a casa, em Salzburgo. Mas, mesmo assim, encontrava tempo para compor e, aos 12 anos, criou sua primeira ópera, La finta semplice.

Logo no ano seguinte, Wolfgang foi nomeado Konzertmeister da corte, o equivalente ao cargo de violinista principal. Partiu para a Itália, onde recebeu honrarias e mergulhou na música local. Nesta fase, ele compôs as óperas Mitridate e Lucio Silla. Sua tranqüilidade cessa ao voltar à cidade-natal, quando começa a ser tratado com hostilidade pelo novo arcebispo de Salzburgo, Hieronymus Colloredo. O déspota proíbe as viagens de Mozart, que passa quatro anos preso a corte. Angustiado, o compositor não aceita as ordens incabíveis de "seu patrão", pede demissão e parte em busca de oportunidade pela Europa.

Em suas andanças, Wolfgang renova as idéias e passa a escrever obras mais livres que as compostas na corte. É neste momento que ele conhece a cantora Aloysia Weber, por quem se apaixona e não é correspondido. Cinco anos depois, ele casaria, sem paixão, com a musicista Constanze Weber, irmã mais nova de Aloysia.

No ano de 1779, um Mozart contrariado volta a Salzburgo. Sem inibir seu talento, compôs a Missa da Coroação, a ópera Idomeneu, entre outras obras-primas. Porém, o esperado acontece novamente. Mozart exige respeito e Colloredo ordena a expulsão do compositor. Em uma de suas cartas, o músico revoltado revela que foi escorraçado da corte, aos pontapés.

Entusiasmo com a tão desejada liberdade, Mozart passa a sentir na pele o desprezo da sociedade vienense que já não vibrava com suas obras mais intimistas. A grande ópera As Bodas de Fígaro (1786) foi um fracasso financeiro. Em compensação, a obra foi bem recebida em Praga, o que levou à encomenda de outra ópera: Don Giovanni. Entre os tchecos foi um sucesso, mas em Viena, um outro fiasco.

A situação econômica de Mozart piora e a fama desaparece. A salvação só chega com a criação de uma ópera para o povo, encomendada, em 1791, por um amigo maçom. A Flauta Mágica estreou triunfante em um pequeno teatro popular na periferia de Viena. Surgem mais encomendas e desta vez trata-se de um Réquiem, solicitado pelo conde von Walsegg zu Stuppach. Bastante atarefado e doente (seus rins estavam quase destruídos), Mozart ia escrevendo, aos poucos, a missa fúnebre que ficou inacabada. Em novembro ele caiu de cama para não mais levantar-se, e em 5 de dezembro de 1791, Amadeus morreu. O Réquiem é completado, tempos depois, pelo discípulo Franz Xaver Süssmayr.


Fonte: Pesquiza Escolar-Folha de SP
Fonte: Vídeo YouTube
Clique aqui e escolha a sua no Site TonyGifsJavas.com.br

8 comentários:

  1. Fenix, amor a primeira vista! Aliás, a primeira escuta. Pois nunca tinha parado para ouvir, sentir...

    Belissimo!

    Bjs no coração!!!
    Luiza
    www.barracodevidro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Fenix minha flor, vim desejar uma otima noite.
    Bjs e Deus lhe guarde.

    ResponderExcluir
  3. Só me resta dizer uma frase, sem comentários. Porque você já disse tudo nesse texto. Deus continue te inspirando com coisas que venha a contribuir com toda alegria para o eu de cada um de nós. Um beijo no seu coração.

    ResponderExcluir
  4. Meu deusssssssssss... querida Célia teu cantinho cada dia mais lindo, leve e solto, esta postagem então supimpa.... Saudades amiga, creia não te esqueci apenas ando num corre corre por conta da arrumação das férias e ai vou respostando na medida que me cutucam kkkkkkk mas dia 1º tem festa na Ilha, um regabofe daqueles e quero tua presença iluminada, passa lá e pega o convite... Muita Luz, sorrisos e paz para tu e para os teus. beijos no coração!

    ResponderExcluir
  5. Ai, que delícia de post! adoro música clássica. Assisti ao filme da vida dele. Não sei se retratou muito bem quem foi Mozart. O que vc achou?
    Não gostei da imagem que passou dele, afinal, era um gênio, e não um retardado. Às vezes o cinema falha...e muito.

    Beijos, querida.
    Liz (como as cerejas...)

    ResponderExcluir
  6. Oie doladinha que saudades..de vc e desse lindo cantinho !!!vim pedir emprestado seu link ok kkkkk pois estou organizando dentro do meu caração todos os selinhos de blogger de vcs amiguxinhos... valeu um feliz fds..b-jusss !!!

    ResponderExcluir
  7. Bom dia Fênix!
    Eu também sou mo rock e música clássica.
    Parabéns pelo texto elucidativo.
    abração

    ResponderExcluir
  8. Oi Amada... Retribuindo a sua passadinha no meu Blog. Obrigada pelo Carinho!!! Para mim foi emocionante ler e conhecer o seu Blog!!!! Beijos

    ResponderExcluir

Este blog não permite comentários anônimos.
A moderação de comentários foi ativada. Todos os comentários devem ser aprovados pelo autor do blog.

This blog does not allow anonymous comments.
Comment moderation is enabled. All comments must be approved by the blog author.


Google Translate
ArabicBlogger Tips And Tricks|Latest Tips For BloggersFree BacklinksBlogger Tips And Tricks Korean Japanese Chinese Simplified Russian Portuguese
English French German Spain Italian Dutch







LinkWithin



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

25 de agosto de 2011

Wolfgang Amadeus Mozart





Meus maravilhosos amigos, eu amo rock,  mas tembém gosto de curtir a música clássica, e entre os grandes gênios sou fissurada no irreverente e ousado Wolfgang Amadeus Mozart. Sou admiradora da arte, da música, da cultura e da literatura, grandes talentos não só nacionais como internacionais. E aqui trago um pouco deste que foi um menino especial e mais tarde tornando-se um grande nome da música clássica.

                                     

Wolfgang Amadeus Mozart          
Foto de Wolfgang Amadeus Mozart — PNG image uploaded by the Users.aGainst.LousY.images group.
(Compositor austríaco )
1756 - 1791

Gênio precoce, com personalidade musical complexa e sedento por liberdade. Talvez seja esta a melhor maneira de definir Wolfgang Amadeus Mozart que nasceu como Johannes Chrysostomus Wolfgang Gottlieb Mozart, no dia 27 de janeiro de 1756, em Salzburgo, na Áustria. Desde pequeno revelou extraordinária vocação musical. Seu poderoso talento criador dava-lhe uma expressão versátil. Escreveu com a mesma desenvoltura gêneros instrumentais e vocais, criando uma obra que só não foi mais extensa devido à sua morte prematura, aos 35 anos de idade.

Com quatro anos iniciou as aulas de música com o pai Leopold Mozart, um respeitado professor de violino. Não demorou muito e o garoto já compunha duetos e pequenas composições para dois pianos, com a finalidade de serem interpretadas com sua irmã Maria Anna, a "Nannerl", cinco anos mais velha. A dupla realizou várias apresentações mas, em pouco tempo, a talentosa Nannerl foi ofuscada pelas impecáveis performances de seu irmão. Sem rancores, a moça seguiu outro caminho. Tornou-se professora de piano, casou-se e constituiu família.

O prodígio, aos seis anos, realizou sua primeira turnê pela Europa. Wolfgang deixou a corte aos seus pés. Com sua música, foi admirado e aplaudido por todas as classes sociais, de soberanos a cortesãos. O pequeno era um verdadeiro artista e, durante vários anos, revezou-se entre longas viagens com o pai e a casa, em Salzburgo. Mas, mesmo assim, encontrava tempo para compor e, aos 12 anos, criou sua primeira ópera, La finta semplice.

Logo no ano seguinte, Wolfgang foi nomeado Konzertmeister da corte, o equivalente ao cargo de violinista principal. Partiu para a Itália, onde recebeu honrarias e mergulhou na música local. Nesta fase, ele compôs as óperas Mitridate e Lucio Silla. Sua tranqüilidade cessa ao voltar à cidade-natal, quando começa a ser tratado com hostilidade pelo novo arcebispo de Salzburgo, Hieronymus Colloredo. O déspota proíbe as viagens de Mozart, que passa quatro anos preso a corte. Angustiado, o compositor não aceita as ordens incabíveis de "seu patrão", pede demissão e parte em busca de oportunidade pela Europa.

Em suas andanças, Wolfgang renova as idéias e passa a escrever obras mais livres que as compostas na corte. É neste momento que ele conhece a cantora Aloysia Weber, por quem se apaixona e não é correspondido. Cinco anos depois, ele casaria, sem paixão, com a musicista Constanze Weber, irmã mais nova de Aloysia.

No ano de 1779, um Mozart contrariado volta a Salzburgo. Sem inibir seu talento, compôs a Missa da Coroação, a ópera Idomeneu, entre outras obras-primas. Porém, o esperado acontece novamente. Mozart exige respeito e Colloredo ordena a expulsão do compositor. Em uma de suas cartas, o músico revoltado revela que foi escorraçado da corte, aos pontapés.

Entusiasmo com a tão desejada liberdade, Mozart passa a sentir na pele o desprezo da sociedade vienense que já não vibrava com suas obras mais intimistas. A grande ópera As Bodas de Fígaro (1786) foi um fracasso financeiro. Em compensação, a obra foi bem recebida em Praga, o que levou à encomenda de outra ópera: Don Giovanni. Entre os tchecos foi um sucesso, mas em Viena, um outro fiasco.

A situação econômica de Mozart piora e a fama desaparece. A salvação só chega com a criação de uma ópera para o povo, encomendada, em 1791, por um amigo maçom. A Flauta Mágica estreou triunfante em um pequeno teatro popular na periferia de Viena. Surgem mais encomendas e desta vez trata-se de um Réquiem, solicitado pelo conde von Walsegg zu Stuppach. Bastante atarefado e doente (seus rins estavam quase destruídos), Mozart ia escrevendo, aos poucos, a missa fúnebre que ficou inacabada. Em novembro ele caiu de cama para não mais levantar-se, e em 5 de dezembro de 1791, Amadeus morreu. O Réquiem é completado, tempos depois, pelo discípulo Franz Xaver Süssmayr.


Fonte: Pesquiza Escolar-Folha de SP
Fonte: Vídeo YouTube
Clique aqui e escolha a sua no Site TonyGifsJavas.com.br

8 comentários:

  1. Fenix, amor a primeira vista! Aliás, a primeira escuta. Pois nunca tinha parado para ouvir, sentir...

    Belissimo!

    Bjs no coração!!!
    Luiza
    www.barracodevidro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Fenix minha flor, vim desejar uma otima noite.
    Bjs e Deus lhe guarde.

    ResponderExcluir
  3. Só me resta dizer uma frase, sem comentários. Porque você já disse tudo nesse texto. Deus continue te inspirando com coisas que venha a contribuir com toda alegria para o eu de cada um de nós. Um beijo no seu coração.

    ResponderExcluir
  4. Meu deusssssssssss... querida Célia teu cantinho cada dia mais lindo, leve e solto, esta postagem então supimpa.... Saudades amiga, creia não te esqueci apenas ando num corre corre por conta da arrumação das férias e ai vou respostando na medida que me cutucam kkkkkkk mas dia 1º tem festa na Ilha, um regabofe daqueles e quero tua presença iluminada, passa lá e pega o convite... Muita Luz, sorrisos e paz para tu e para os teus. beijos no coração!

    ResponderExcluir
  5. Ai, que delícia de post! adoro música clássica. Assisti ao filme da vida dele. Não sei se retratou muito bem quem foi Mozart. O que vc achou?
    Não gostei da imagem que passou dele, afinal, era um gênio, e não um retardado. Às vezes o cinema falha...e muito.

    Beijos, querida.
    Liz (como as cerejas...)

    ResponderExcluir
  6. Oie doladinha que saudades..de vc e desse lindo cantinho !!!vim pedir emprestado seu link ok kkkkk pois estou organizando dentro do meu caração todos os selinhos de blogger de vcs amiguxinhos... valeu um feliz fds..b-jusss !!!

    ResponderExcluir
  7. Bom dia Fênix!
    Eu também sou mo rock e música clássica.
    Parabéns pelo texto elucidativo.
    abração

    ResponderExcluir
  8. Oi Amada... Retribuindo a sua passadinha no meu Blog. Obrigada pelo Carinho!!! Para mim foi emocionante ler e conhecer o seu Blog!!!! Beijos

    ResponderExcluir

Este blog não permite comentários anônimos.
A moderação de comentários foi ativada. Todos os comentários devem ser aprovados pelo autor do blog.

This blog does not allow anonymous comments.
Comment moderation is enabled. All comments must be approved by the blog author.