Bem - Vindos !!!



http://www.avivarcel.com/

Data/Hora

Pesquisar este blog

Mostrando postagens com marcador Sr. Nelson e o representate Alceu. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Sr. Nelson e o representate Alceu. Mostrar todas as postagens

15 de agosto de 2011

Conto-Sr. Nelson e o representate Alceu

Clique aqui e escolha a sua no Site TonyGifsJavas.com.br Em uma cidade pequena do interior, Sr. Nelson Nascimento, era um grande fazendeiro, de nome e fama muito bem conceituado. Nasceu em berço pobre e humilde, desde pequeno ajudava seu pai, na roça, acompanhava seu pai até a pequena cidade para vender , verduras, legumes, arroz, feijão, frutos da colheita. Vinha para casa correndo, para frequentar a escola, pelo menos aprender a ler a escrever e fazer conta, para o sr. Nelson era o quanto bastava.
Quando tinha seus 17 anos, conheceu sua esposa, a Sra. Eloá Santos, moça bonita, cabelos negros, pele cor de canela e olhos azuis, tão jovem começaram a namorar, aos 18 anos se casaram, casamento simples, mas cheio de amor. Aos 20 anos, veio o seu primeiro filho, João, e a morte de sua mãe, para Sr.Nelson grande dor pela perda, e feliz por ser pai. Continuava na sua rotina, ajudando seu pai, e mesmo sem uma faculdade, sabia administrar muito bem o dinheiro que ganhavam com as vendas, Dois anos se passaram, e tudo ia muito bem, quando seu pai caiu doente, e logo veio a falecer, após a morte da esposa, o sr Tenório, foi se abatendo, mesmo  com a vinda do seu primeiro neto, a ausência de sua esposa o deixou cair em depressão. Sr. Nelson, entrou em desespero, pois amava por de mais seu pai, ainda não tinha cicatrizado a dor pela perda da mãe, mas homem de luta, acostumado a pegar nas ferramentas agrícola, levou seus olhos para o céu e fes uma prece, pedindo forças para continuar levando os negócios sózinho e criar seu filho, dar o amor e carinho a sua bela esposa e o conforto que ela merecia. Vendo seu pai estendido alí no caixão, Sr.Nelson fes um juramento, que trabalharia  muito, para se tornar um grande fazendeiro, e a pequena casa que o pai lhe deixava, seria uma bela casa da fazenda. Feito o funeral, Sr. Nelson volta para sua casa, acompanhado de sua esposa e seu filhinho, se tranca, sem falar nada com ninguem durante dois dias, dava atenção ao filho, mas continuava calado. Sua linda esposa, estava aborrecida e triste, vendo seu amado esposo nesta situação, temia que elê fosse entrar numa depressão. Teve uma idéia, o convidou para olhar o céu a noite e contemplar o brilho ds estrelas. E assim aconteceu, Sr. Nelsou aceitou, então Eloá lhe disse:___Amado esposo, o céu é imenso e tem tanto brilho das estrelas, seus pais se foram, e tenha a certeza que duas estrelas te olham lá no céu. Te avisam que aqui em baixo tem uma estrelinha pequena, que precisa do teu olhar e de tuas palavras. Sr. Nelson, olhando para o céu, seus olhos marejaram e veio a brotar duas lágrimas, segurou a mão da sua esposa, em seguida a abraçou em silêncio. Ficaram os dois alí abraçadinhos, até que o silêncio foi rompido com o Sr. Nelson a dizer:____Oia! tenho motivos para continuar, tenho você que é minha vida e nosso pequeno João, tem duas estrelas lá em cim a me olhar e me a iluminar, amanhã é outro dia, vamos dormir pois a vida continua. Eloá respirou fundo e aliviada, antes de entrar, ela olhou para aquelê belo céu e agradeceu. No dia seguinte, bem cedinho Sr. Nelson acorda, cheio de alegria e sorrindo, toma seu café, brinca com o pequeno João, da um beijo em Eloá, e dis:___Oia, eu vou até a cidade, num pé e noutro e volto para trablhar, pois amanhã tenho que sair para as vendas. Ela nem perguntou o que seu marido iria fazer, só de ve-lo de volta a vida, já era o suficiente. Assim Sr.Nelson foi a cidade, entrou no bco, e ali conversando com o gerente, resolveu algo que tinha em mente, fes um financiamento, para comprar máquinas e ferramentas modernas, voltou para casa todo feliz. Deu a notícia a sua esposa, ela ficou admirada e preocupada, afinal seu marido acabava de assinar um enorme compromisso, Sr. Nelson que a conhecia como ninguem, disse:___Oia! não esqueça das duas estrelas, elas vão me iluminar. Sra. Eloá, sorriu e lhe deu beijo, susurrando disse, ___como eu poderia esquecer. Bem o tempo vai passando, e tudo ia de vento em popa, já tinha funcionários, a reforma da casa para uma casa grande, muitas cabeças de gado, em fim, o pequeno menino se tornou um grande Sr. aos 26 anos, tinha um belo patrimônio, e com isto a maior das suas conquistas, no seu aniversário de 27 anos, Elóa lhe dava a notícia de estar grávida, cresceu mais sua felicidade, afinal para elê já estava na hora o pequeno João estava com 7 anos. Em maio do ano seguinte, nascia uma bela menina, de cabelos negros, pele cor de canela, e olhos azuis, Sr. Nelson escolheu o nome para sua pequena, cheio de júbilo e felicidade, seu nome seria Izabel. Elê disse, teras o nome da princesa que regeu o Brasil, elê gostava muito da história do seu pais, tanto que seu primeiro filho teve o nome de João em louvor a D.JoãoVI. Felicidade constante reinava naquela casa, os negócios crescendo a cada dia.Sr. Nelson continuava com a mesm simplicidade, almoçava com seus empregados, uma vez o outra fazia um belo de um sarau, onde seus agregados participavam, não queria descriminação, para elê empregados fazia parte da sua família. Todos que o conheciam o amavam muito tinham muito respeito, pessoa conhecida na pequena cidade e até na Europa  Sr. Nelson já era considerado um grande empresário.
Passaram-se 25 anos, seus filhos, João e Izabel, estavam adultos e muito bem educados em escolas de nome e afamada. João seguiu o mesmo caminho do Sr. Nelson, o ajudava na administração, Izabel estava na França, estudava, e estava aprendendo o inglês, o italiano e o alemão, pois a lingua francesa já sabia muito bem falar. Nas férias vinha para a companhia de sua família, tornou-se como era de esperar uma bela moça, de corpo escultural, tudo no seu lugar, nem faltando e nem sobrando. Aquelês olhos azuis, que encantavam até a lua, os cabelos negros e compridos, sedosos e macios, sempre preso, no qual a deixava com ar de menina. Chega dezembro, todos na fazenda esperam anciosamente a chegada de Izabel, seu pai coruja fazia uma grande festa, e ficava mimado com os carinhos da filha,  que era por demais apegada ao pai. Sr.Nelson foi para o aeroporto acompanhado de Eloá e  seu filho João, esperar Izabel, inquieto e ansioso, fumava seu cigarro de palha (não queria outro não), até que em meio a multidão, vem aquela bela moça, vestida com simplicidade, mas nem precisava de luxo, pois sua beleza era esfuziante e tudo que vestia tinha o brilho da sua beleza. Seu pai correu em sua direção, abraçando sua filha com muita saudade, em seguida sua mãe e seu irmão, entraram no carro e foram para a fazenda.Izabel não via hora de acompanhar seu pai até a cidade, matar a saudade dos amigos que lá estavam a sua espera. Mas primeiro ao chegar a fazenda, tinha muita coisa que deveria fazer, a noite seria o sarau, onde os amigos do seu pai iam estar para lhe ver. Logo mais....chega a noite, todos preparados para receber os convidados, Sr. Norberto negociante previlegiado, chega acompanhado de sua família e um amigo, Alceu, moço bonito, de boas falas e esbanjava simpatia. Os empregados acomodam os convidados, chegaram todos, e vamos aguardar Izabel, que estava em seu quarto muito bem decorado. Eloá, sua mãe vai lhe apressar, pois todos estvam ansiosos para ver a menina que se tornou mulher. Quando Izabel chegou até o salão de festas, todos voltaram-se admirados com tal beleza, Alceu não se conteve, vendo aquela moça de corpo de sereia, vestida num belo vestido que marcava bem sua silueta, sem pedir permissão, aproximou-se de Izabel estendendo a mão, Izabel constrangida, olhou para seu pai e seu irmão, ambos asceram com a cabeça que ela aceitasse. Sem entender Izabel, colocou sua mão sobre a de Alceu e desceu as escadas.Após saudar a todos, ela chama seu pai e seu irmão para perguntar o porque de permitir um estranho a conduzi-la para o salão, pois quem fazia era pai e filho. Sr. Nelson e João sorrindo lhe responderam:___Não se pode ser mal educado, Izabel, ficou calada e sem contestar, abraçada ao pai e o irmão volta para o salão. Conversando com Matilde uma amiga de infância, Alceu que a observava de longe, não perdeu a oportinidade, elê estava louco por Izabel, seus pensamentos eram eróticos, elê só tinha uma coisa em mente, conquistar Izabel e ama-la. Elê se aproxima, e sussurra em seu ouvido, se ela poderia ir até o jardim, para conversar melhor. Izabel quis recuar, mas sua amiga, disse:___Vá minha amiga não faça desfeita ao seu convidado.Sr. Nelson de longe viu quando a filha saiu em direção ao jardim acompanhada de Alceu, elê nada fes para impedir, pois não havia gostado do rapaz, mas preferiu ficar calado. Elê procura pelo sr. Norberto, e o leva até o escritório da casa para um conversa particular, educadamente pediu para o amigo se sentar, e sem muito rodeio foi logo na questão:___Oia aqui Norberto, o sr eu conheço, mas quem é este rapaz o tal Alceu que veio contigo?Sr. Norberto respondeu,___olha amigo elê vem sempre a cidade vender negócio eletrônico, acabei tendo amizade, e fis o convite para vir hoje aqui em sua casa, parece ser um bom moço. Sr. Nelson disse onde elê esta morando?___Olha amigo Nelson elê é da  capital, esta hospedado no hotel de sr. Luiz, porque?___Sr. Nelson, oia, elê gostou de Izabel e preciso saber quem elê, não quero minha menina nas mãos de qualquer um.___Pois bem meu amigo isto é fácil, amanhã de manhã vá até a cidade e apareça no comércio que  tudo em mão sobre este rapaz.___Sr.Nelson , assim amigo fico mais tranquilo, e agradeço sua disposição em me ajudar.___Mas vamos amigo Nelson, voltar para a sua festa que tudo aqui esta maravilhoso e deixe isto para amanhã, vamos aproveitar a noite e os demais convidados que estão todos alegres por estar aqui, apreciando a sua festa. Desceram os dois conversando, coisas de negócios, encontram Izabel, que estava a procura do pai para dançar, Sr. Nelson abraçou a filha e foram dançar, Alceu mais uma ves veio a interromper, João, que estava dançando, vendo aquilo, já axou um pouco de mais, tinha pávio curto, mas Izabel que impediu a tal ousadia de Alceu, lhe dizendo:___Sinto muito este é um momento só para pai e filha. Alceu se retirou, meio sem graça, e foi dançar com outra moça. Tudo transcorreu na paz, chega a hora de todos irem embora, Sr. Nelson, ve Alceu, conversando num canto do salão com a sua filha, pedi permissão e lhe convida para o amanhã vir almoçar com a família. Izabel olhou para o pai sem entender, Alceu sem demora, disse:__com muito prazer estarei aqui. Despediu-se do Sr. Nelson e de Izabel, e foi acompanhar Sr. Norberto que o esperava para deixa-lo no hotel, Alceu não pensava em outra coisa, era ter a Izabel a todo custo, e estava louco para o dia amanhecer.
Na fazenda, Izabel, com sua família conversando sobre a festa, sem nada perguntar ao pai o porque de convidar uma pessoa estranha a vir almoçar com sua família, ela conhecia seu pai, alguma coisa iria acontecer no almoço. Mas estava muito cansada, para pensar nisto, pediu permissão para se recolher, beijando seu pai, seu irmão e sua mãe com muito carinho. Sr. Nelson abraçou sua esposa Eloá, beijou o filho, dizendo amanhã o dia sera longo. Cada qual foi para os seus aposentos, o dia amanheceu, Sr.Nelson foi o primeiro a acordar, elê estava desampontado, pois já era 8:00hs, acostumado a levantar na hora que galo canta, bem mas em fim foi uma noite de muito agito. Falou com a empregada__oia, estou com pressa e agradeço a mesa do café, deixe assim pronta que logo, minha esposa e meus filhos vão descer, tenho que ir a cidade, e já estou atrasado. Falou e tomou rumo para a cidade, tinha que ir na loja do sr.Norberto. no caminho ia vendo as pastagens, e seu pensamento desviou para o céu, e pensando nas suas duas estrelas, como gostaria que seus pais estivessem ali, participando da sua felicidade. Mas, logo saiu deste pensar, pois o carro já estava na cidade e próximo a loja do sr. Norberto. Desce do carro, sr.Norberto que estava dentro da loja, viu seu amigo chegar, e falou consigo mesmo__ que homem simples, nem parece ser o mais rico do lugar. __Então amigo, como passou a noite,__oia quase não dormi, mas esta tudo bem.__Sr. Norberto vamo entrar que tenho um envelope para te entregar,__oia, nem precisa, vá buscar que espero aqui mesmo, tenho pressa de voltar para fazenda.__Tá bom amigo nem vou contestar, sr. Norberto entrou na loja, pegou o envelope e entregou ao sr.Nelson. Este agradeceu o amigo, e ainda disse mande a conta dos seus serviços, se abraçaram e sr. Nelson entrou no carro, pediu ao motorista, meu filho vá depressa, tenho pressa de ver estes documentos,__sim sr, seu Nerson. Chegaram na fazenda, sua filha estava triste, sua esposa surpresa, e seu filho com interrogação.__Oia gente, não queria acordar ninguem, tinha pressa de pegar este envelope, e outra, temos convidado para o almoço, no qual faço questão de vocês à mesa.___Izabel, me de um sorriso, pois amanhã te levarei para a cidade, hoje é mais um dia cheio, deu um beijo na filha, chamou o João para o escritório.___Oia, filho aqui esta algo que vai dizer quem é aquelê tal de Alceu, abra voce o envelope meu filho.__João abre o envelope, dentro estava uma folha, com os dados do tal Alceu, ali constava que o dito cujo é casado, pai de dois filhos, residente em São Paulo, profissão representante comercial.___Pai o sr. o convidou para almoçar aqui, elê quer aproximar de minha linda irmã,__meu filho deixe tudo comigo, e faça só o que te pedir, vamos nos aprontar para recebe-lo, pois a hora se aproxima.__Esta bem meu pai, o sr sabe o que deve fazer, então vamos nos aprontar, sairam os dois sorrindo, e anciosos para receber o convidado.
O tempo passa, família reunida, Izabel  linda, e muito bem vestida, sentados conversavam, quando o empregada veio avisar que Alceu, acabou de chegar,__Sr.Nelson, por favor mande-o entrar, a empregada acompanhou Alceu até a sala, ao ver Izabel, perdeu a educação, sem comprimentar, Sr.Nelson, Eloá e João, vai direto em direção de Izabel, todos o seguiram com olhares, mas nada fizeram. Depois Alceu, voltou-se para comprimentar os demais. Sr. Nelson, pediu para Alceu sentar, ofereceu algo para beber, elê disse que queria apenas água pois estava com muita sede.__Sr. Nelson, disse eu acredito pois esta fazendo muito calor.__Bem meu rapaz, pelo visto você trabalha muito por estes lado não é?__sim, sim, venho aqui todos os meses__e você mora aonde?___no RJ__Ah!me diga, você não quis se casar?___não, n~,não senhor, respondeu engolindo palavras.__É mais é bom ter uma família,__bem Sr.Nelson estou pensando. Nesta altura, João estava em ponto de bater em Alceu, mas esfriou porque sabia que seu pai, tinha um desfexo melhor e sem violência. Eloá,__meu querido, Alceu é nosso convidado, e parece que esta numa delegacia,__querida, acredito que sr.Alceu, não vai se incomodar, porque o que estou perguntando é coisa normal.__Alceu, sim, claro, olhava para Izabel com fome e sede, Izabel permanecia calada, esperando o resultado.__Bem, meu caro amigo e vocè tem intenção de conhecer uma moça para se casar e ter filhos?__Sr. Nelson, olha na verdade tenho sim, e se o sr me permitir quero namorar sua filha, e claro se ela  me quizer tambem.__Bom sendo assim, a conversa muda de rumo,__meu filho João vá ao escritório, pegar o que deixei em cima da  mesa,__pois não papai.__Então sr.Nelson, o sr me da esta autorização?__oia, deixa meu filho vim que eu te respondo, quero que todos participem, Izabel olhou para seu pai com carinho, e respondeu para Alceu__papai sempre nos ensinou que somos uma família, por tanto espero que você não fique ancioso com a resposta de papai, pois meu irmão já esta descendo a escada.__Alceu, imagine, sei muito bem  como é, não tiro a razão do seu pai.
Nisto chega o João com o envelope e entrega a seu pai, Eloá, olha para o filho e o marido, curiosa para saber o que teria dentro do envelope de tão importante?__Oia, moço, quer dizer que você quer namorar a minha princezinha?__Sim, sr.Nelson. e tenho as melhores intenções,__tá certo moço, mas olha primeiro o que esta dentro desse envelope,__Alceu ficou nervoso,__mas o que isto quer dizer Sr.Nelson__abra rapaz,__Alceu abriu o envelope, e sua palidez foi assim notória para todos,__gaguejando,o que isto significa  Sr. Nelson, isto é mentira__é mesmo rapaz__oia, tome mais um pouco de água, pois você esta precisando e agora me escute com toda atenção:__Construi, tudo isto aqui, com suor, e muita fé e esperança, desde pequeno trabalhando com o meu finado pai. Dei caminho a tudo que elê me deixou, para você estar aí sentado num belo sofá, você pensou que na minha maneira simples de ser, fosse me enganar. Vocês vem da Capital, pensando que numa cidade pequena como esta a tecnologia não chegou. Mas você esta enganado seu moço, eu não tenho faculdade, procurei dar o melhor para meus filhos, mas olhe sei fazer conta de cabeça que tenho certeza que você não consegue. Você moço, veio cheio de conversa bonita, querendo iludir minha princeza, axando que todo mundo é besta?as provas está na sua mão, e por gentileza, eu o convido para se retirar da  minha casa, e aqui não voltar nunca mais. Vá bater asa em outro lugar, sei bem qual é suas intenções, a beleza da minha princeza, não é para ser imaculada com um tipo como você. Chamou a empregada para abrir a porta, Alceu estava mudo, com os olhos fixados ao chão, em passos largos, acompanhou a empregada, desceu os dois degraus, com o portão já aberto, elê entrou no seu carro, e sumiu. Eloá, de boca aberta e assustada, nunca tinha visto o marido assim, aproximou, o agarrou e o beijou com todo amor, e só disse__meu amor. Seus filhos tiveram que esperar a mãe, desgrudar do pai para poder agradecer a proteção de um grande pai protegendo sua prole. A noite chega, e Eloá se veste lindamente para seu esposo, chama os filhos, o telefone toca, Sr.Nelson vai atender, era seu amigo Norberto, que lhe disse, o tal Alceu, entrou na sua loja dizendo que tinha que voltar com urgência para São Paulo, e que outro representante viria para fexar as vendas. Ambos riram, e desligou o fone. Sr. Nelson volta para os seus, e pergunta a Eloà,__querida o que você quer me falar?__Eloá, tenho um convite para fazer a você e meus lindos filhos, quero que vocês vejam a beleza do céu. __Izabel, mas mami não seria melhor você e papai?__Não minha querida eu quero todos para que possam ver duas lindas estrelinhas, sem elas nós não teríamos este brilho de união e amor.
Sairam, para o lindo jardim, rindo como crianças.


Fonte: Autora Célia Maria de Sousa Arruda Jacobino(Fênix27)
Clique aqui e escolha a sua no Site TonyGifsJavas.com.br

Google Translate
ArabicBlogger Tips And Tricks|Latest Tips For BloggersFree BacklinksBlogger Tips And Tricks Korean Japanese Chinese Simplified Russian Portuguese
English French German Spain Italian Dutch







LinkWithin



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Mostrando postagens com marcador Sr. Nelson e o representate Alceu. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Sr. Nelson e o representate Alceu. Mostrar todas as postagens

15 de agosto de 2011

Conto-Sr. Nelson e o representate Alceu

Clique aqui e escolha a sua no Site TonyGifsJavas.com.br Em uma cidade pequena do interior, Sr. Nelson Nascimento, era um grande fazendeiro, de nome e fama muito bem conceituado. Nasceu em berço pobre e humilde, desde pequeno ajudava seu pai, na roça, acompanhava seu pai até a pequena cidade para vender , verduras, legumes, arroz, feijão, frutos da colheita. Vinha para casa correndo, para frequentar a escola, pelo menos aprender a ler a escrever e fazer conta, para o sr. Nelson era o quanto bastava.
Quando tinha seus 17 anos, conheceu sua esposa, a Sra. Eloá Santos, moça bonita, cabelos negros, pele cor de canela e olhos azuis, tão jovem começaram a namorar, aos 18 anos se casaram, casamento simples, mas cheio de amor. Aos 20 anos, veio o seu primeiro filho, João, e a morte de sua mãe, para Sr.Nelson grande dor pela perda, e feliz por ser pai. Continuava na sua rotina, ajudando seu pai, e mesmo sem uma faculdade, sabia administrar muito bem o dinheiro que ganhavam com as vendas, Dois anos se passaram, e tudo ia muito bem, quando seu pai caiu doente, e logo veio a falecer, após a morte da esposa, o sr Tenório, foi se abatendo, mesmo  com a vinda do seu primeiro neto, a ausência de sua esposa o deixou cair em depressão. Sr. Nelson, entrou em desespero, pois amava por de mais seu pai, ainda não tinha cicatrizado a dor pela perda da mãe, mas homem de luta, acostumado a pegar nas ferramentas agrícola, levou seus olhos para o céu e fes uma prece, pedindo forças para continuar levando os negócios sózinho e criar seu filho, dar o amor e carinho a sua bela esposa e o conforto que ela merecia. Vendo seu pai estendido alí no caixão, Sr.Nelson fes um juramento, que trabalharia  muito, para se tornar um grande fazendeiro, e a pequena casa que o pai lhe deixava, seria uma bela casa da fazenda. Feito o funeral, Sr. Nelson volta para sua casa, acompanhado de sua esposa e seu filhinho, se tranca, sem falar nada com ninguem durante dois dias, dava atenção ao filho, mas continuava calado. Sua linda esposa, estava aborrecida e triste, vendo seu amado esposo nesta situação, temia que elê fosse entrar numa depressão. Teve uma idéia, o convidou para olhar o céu a noite e contemplar o brilho ds estrelas. E assim aconteceu, Sr. Nelsou aceitou, então Eloá lhe disse:___Amado esposo, o céu é imenso e tem tanto brilho das estrelas, seus pais se foram, e tenha a certeza que duas estrelas te olham lá no céu. Te avisam que aqui em baixo tem uma estrelinha pequena, que precisa do teu olhar e de tuas palavras. Sr. Nelson, olhando para o céu, seus olhos marejaram e veio a brotar duas lágrimas, segurou a mão da sua esposa, em seguida a abraçou em silêncio. Ficaram os dois alí abraçadinhos, até que o silêncio foi rompido com o Sr. Nelson a dizer:____Oia! tenho motivos para continuar, tenho você que é minha vida e nosso pequeno João, tem duas estrelas lá em cim a me olhar e me a iluminar, amanhã é outro dia, vamos dormir pois a vida continua. Eloá respirou fundo e aliviada, antes de entrar, ela olhou para aquelê belo céu e agradeceu. No dia seguinte, bem cedinho Sr. Nelson acorda, cheio de alegria e sorrindo, toma seu café, brinca com o pequeno João, da um beijo em Eloá, e dis:___Oia, eu vou até a cidade, num pé e noutro e volto para trablhar, pois amanhã tenho que sair para as vendas. Ela nem perguntou o que seu marido iria fazer, só de ve-lo de volta a vida, já era o suficiente. Assim Sr.Nelson foi a cidade, entrou no bco, e ali conversando com o gerente, resolveu algo que tinha em mente, fes um financiamento, para comprar máquinas e ferramentas modernas, voltou para casa todo feliz. Deu a notícia a sua esposa, ela ficou admirada e preocupada, afinal seu marido acabava de assinar um enorme compromisso, Sr. Nelson que a conhecia como ninguem, disse:___Oia! não esqueça das duas estrelas, elas vão me iluminar. Sra. Eloá, sorriu e lhe deu beijo, susurrando disse, ___como eu poderia esquecer. Bem o tempo vai passando, e tudo ia de vento em popa, já tinha funcionários, a reforma da casa para uma casa grande, muitas cabeças de gado, em fim, o pequeno menino se tornou um grande Sr. aos 26 anos, tinha um belo patrimônio, e com isto a maior das suas conquistas, no seu aniversário de 27 anos, Elóa lhe dava a notícia de estar grávida, cresceu mais sua felicidade, afinal para elê já estava na hora o pequeno João estava com 7 anos. Em maio do ano seguinte, nascia uma bela menina, de cabelos negros, pele cor de canela, e olhos azuis, Sr. Nelson escolheu o nome para sua pequena, cheio de júbilo e felicidade, seu nome seria Izabel. Elê disse, teras o nome da princesa que regeu o Brasil, elê gostava muito da história do seu pais, tanto que seu primeiro filho teve o nome de João em louvor a D.JoãoVI. Felicidade constante reinava naquela casa, os negócios crescendo a cada dia.Sr. Nelson continuava com a mesm simplicidade, almoçava com seus empregados, uma vez o outra fazia um belo de um sarau, onde seus agregados participavam, não queria descriminação, para elê empregados fazia parte da sua família. Todos que o conheciam o amavam muito tinham muito respeito, pessoa conhecida na pequena cidade e até na Europa  Sr. Nelson já era considerado um grande empresário.
Passaram-se 25 anos, seus filhos, João e Izabel, estavam adultos e muito bem educados em escolas de nome e afamada. João seguiu o mesmo caminho do Sr. Nelson, o ajudava na administração, Izabel estava na França, estudava, e estava aprendendo o inglês, o italiano e o alemão, pois a lingua francesa já sabia muito bem falar. Nas férias vinha para a companhia de sua família, tornou-se como era de esperar uma bela moça, de corpo escultural, tudo no seu lugar, nem faltando e nem sobrando. Aquelês olhos azuis, que encantavam até a lua, os cabelos negros e compridos, sedosos e macios, sempre preso, no qual a deixava com ar de menina. Chega dezembro, todos na fazenda esperam anciosamente a chegada de Izabel, seu pai coruja fazia uma grande festa, e ficava mimado com os carinhos da filha,  que era por demais apegada ao pai. Sr.Nelson foi para o aeroporto acompanhado de Eloá e  seu filho João, esperar Izabel, inquieto e ansioso, fumava seu cigarro de palha (não queria outro não), até que em meio a multidão, vem aquela bela moça, vestida com simplicidade, mas nem precisava de luxo, pois sua beleza era esfuziante e tudo que vestia tinha o brilho da sua beleza. Seu pai correu em sua direção, abraçando sua filha com muita saudade, em seguida sua mãe e seu irmão, entraram no carro e foram para a fazenda.Izabel não via hora de acompanhar seu pai até a cidade, matar a saudade dos amigos que lá estavam a sua espera. Mas primeiro ao chegar a fazenda, tinha muita coisa que deveria fazer, a noite seria o sarau, onde os amigos do seu pai iam estar para lhe ver. Logo mais....chega a noite, todos preparados para receber os convidados, Sr. Norberto negociante previlegiado, chega acompanhado de sua família e um amigo, Alceu, moço bonito, de boas falas e esbanjava simpatia. Os empregados acomodam os convidados, chegaram todos, e vamos aguardar Izabel, que estava em seu quarto muito bem decorado. Eloá, sua mãe vai lhe apressar, pois todos estvam ansiosos para ver a menina que se tornou mulher. Quando Izabel chegou até o salão de festas, todos voltaram-se admirados com tal beleza, Alceu não se conteve, vendo aquela moça de corpo de sereia, vestida num belo vestido que marcava bem sua silueta, sem pedir permissão, aproximou-se de Izabel estendendo a mão, Izabel constrangida, olhou para seu pai e seu irmão, ambos asceram com a cabeça que ela aceitasse. Sem entender Izabel, colocou sua mão sobre a de Alceu e desceu as escadas.Após saudar a todos, ela chama seu pai e seu irmão para perguntar o porque de permitir um estranho a conduzi-la para o salão, pois quem fazia era pai e filho. Sr. Nelson e João sorrindo lhe responderam:___Não se pode ser mal educado, Izabel, ficou calada e sem contestar, abraçada ao pai e o irmão volta para o salão. Conversando com Matilde uma amiga de infância, Alceu que a observava de longe, não perdeu a oportinidade, elê estava louco por Izabel, seus pensamentos eram eróticos, elê só tinha uma coisa em mente, conquistar Izabel e ama-la. Elê se aproxima, e sussurra em seu ouvido, se ela poderia ir até o jardim, para conversar melhor. Izabel quis recuar, mas sua amiga, disse:___Vá minha amiga não faça desfeita ao seu convidado.Sr. Nelson de longe viu quando a filha saiu em direção ao jardim acompanhada de Alceu, elê nada fes para impedir, pois não havia gostado do rapaz, mas preferiu ficar calado. Elê procura pelo sr. Norberto, e o leva até o escritório da casa para um conversa particular, educadamente pediu para o amigo se sentar, e sem muito rodeio foi logo na questão:___Oia aqui Norberto, o sr eu conheço, mas quem é este rapaz o tal Alceu que veio contigo?Sr. Norberto respondeu,___olha amigo elê vem sempre a cidade vender negócio eletrônico, acabei tendo amizade, e fis o convite para vir hoje aqui em sua casa, parece ser um bom moço. Sr. Nelson disse onde elê esta morando?___Olha amigo Nelson elê é da  capital, esta hospedado no hotel de sr. Luiz, porque?___Sr. Nelson, oia, elê gostou de Izabel e preciso saber quem elê, não quero minha menina nas mãos de qualquer um.___Pois bem meu amigo isto é fácil, amanhã de manhã vá até a cidade e apareça no comércio que  tudo em mão sobre este rapaz.___Sr.Nelson , assim amigo fico mais tranquilo, e agradeço sua disposição em me ajudar.___Mas vamos amigo Nelson, voltar para a sua festa que tudo aqui esta maravilhoso e deixe isto para amanhã, vamos aproveitar a noite e os demais convidados que estão todos alegres por estar aqui, apreciando a sua festa. Desceram os dois conversando, coisas de negócios, encontram Izabel, que estava a procura do pai para dançar, Sr. Nelson abraçou a filha e foram dançar, Alceu mais uma ves veio a interromper, João, que estava dançando, vendo aquilo, já axou um pouco de mais, tinha pávio curto, mas Izabel que impediu a tal ousadia de Alceu, lhe dizendo:___Sinto muito este é um momento só para pai e filha. Alceu se retirou, meio sem graça, e foi dançar com outra moça. Tudo transcorreu na paz, chega a hora de todos irem embora, Sr. Nelson, ve Alceu, conversando num canto do salão com a sua filha, pedi permissão e lhe convida para o amanhã vir almoçar com a família. Izabel olhou para o pai sem entender, Alceu sem demora, disse:__com muito prazer estarei aqui. Despediu-se do Sr. Nelson e de Izabel, e foi acompanhar Sr. Norberto que o esperava para deixa-lo no hotel, Alceu não pensava em outra coisa, era ter a Izabel a todo custo, e estava louco para o dia amanhecer.
Na fazenda, Izabel, com sua família conversando sobre a festa, sem nada perguntar ao pai o porque de convidar uma pessoa estranha a vir almoçar com sua família, ela conhecia seu pai, alguma coisa iria acontecer no almoço. Mas estava muito cansada, para pensar nisto, pediu permissão para se recolher, beijando seu pai, seu irmão e sua mãe com muito carinho. Sr. Nelson abraçou sua esposa Eloá, beijou o filho, dizendo amanhã o dia sera longo. Cada qual foi para os seus aposentos, o dia amanheceu, Sr.Nelson foi o primeiro a acordar, elê estava desampontado, pois já era 8:00hs, acostumado a levantar na hora que galo canta, bem mas em fim foi uma noite de muito agito. Falou com a empregada__oia, estou com pressa e agradeço a mesa do café, deixe assim pronta que logo, minha esposa e meus filhos vão descer, tenho que ir a cidade, e já estou atrasado. Falou e tomou rumo para a cidade, tinha que ir na loja do sr.Norberto. no caminho ia vendo as pastagens, e seu pensamento desviou para o céu, e pensando nas suas duas estrelas, como gostaria que seus pais estivessem ali, participando da sua felicidade. Mas, logo saiu deste pensar, pois o carro já estava na cidade e próximo a loja do sr. Norberto. Desce do carro, sr.Norberto que estava dentro da loja, viu seu amigo chegar, e falou consigo mesmo__ que homem simples, nem parece ser o mais rico do lugar. __Então amigo, como passou a noite,__oia quase não dormi, mas esta tudo bem.__Sr. Norberto vamo entrar que tenho um envelope para te entregar,__oia, nem precisa, vá buscar que espero aqui mesmo, tenho pressa de voltar para fazenda.__Tá bom amigo nem vou contestar, sr. Norberto entrou na loja, pegou o envelope e entregou ao sr.Nelson. Este agradeceu o amigo, e ainda disse mande a conta dos seus serviços, se abraçaram e sr. Nelson entrou no carro, pediu ao motorista, meu filho vá depressa, tenho pressa de ver estes documentos,__sim sr, seu Nerson. Chegaram na fazenda, sua filha estava triste, sua esposa surpresa, e seu filho com interrogação.__Oia gente, não queria acordar ninguem, tinha pressa de pegar este envelope, e outra, temos convidado para o almoço, no qual faço questão de vocês à mesa.___Izabel, me de um sorriso, pois amanhã te levarei para a cidade, hoje é mais um dia cheio, deu um beijo na filha, chamou o João para o escritório.___Oia, filho aqui esta algo que vai dizer quem é aquelê tal de Alceu, abra voce o envelope meu filho.__João abre o envelope, dentro estava uma folha, com os dados do tal Alceu, ali constava que o dito cujo é casado, pai de dois filhos, residente em São Paulo, profissão representante comercial.___Pai o sr. o convidou para almoçar aqui, elê quer aproximar de minha linda irmã,__meu filho deixe tudo comigo, e faça só o que te pedir, vamos nos aprontar para recebe-lo, pois a hora se aproxima.__Esta bem meu pai, o sr sabe o que deve fazer, então vamos nos aprontar, sairam os dois sorrindo, e anciosos para receber o convidado.
O tempo passa, família reunida, Izabel  linda, e muito bem vestida, sentados conversavam, quando o empregada veio avisar que Alceu, acabou de chegar,__Sr.Nelson, por favor mande-o entrar, a empregada acompanhou Alceu até a sala, ao ver Izabel, perdeu a educação, sem comprimentar, Sr.Nelson, Eloá e João, vai direto em direção de Izabel, todos o seguiram com olhares, mas nada fizeram. Depois Alceu, voltou-se para comprimentar os demais. Sr. Nelson, pediu para Alceu sentar, ofereceu algo para beber, elê disse que queria apenas água pois estava com muita sede.__Sr. Nelson, disse eu acredito pois esta fazendo muito calor.__Bem meu rapaz, pelo visto você trabalha muito por estes lado não é?__sim, sim, venho aqui todos os meses__e você mora aonde?___no RJ__Ah!me diga, você não quis se casar?___não, n~,não senhor, respondeu engolindo palavras.__É mais é bom ter uma família,__bem Sr.Nelson estou pensando. Nesta altura, João estava em ponto de bater em Alceu, mas esfriou porque sabia que seu pai, tinha um desfexo melhor e sem violência. Eloá,__meu querido, Alceu é nosso convidado, e parece que esta numa delegacia,__querida, acredito que sr.Alceu, não vai se incomodar, porque o que estou perguntando é coisa normal.__Alceu, sim, claro, olhava para Izabel com fome e sede, Izabel permanecia calada, esperando o resultado.__Bem, meu caro amigo e vocè tem intenção de conhecer uma moça para se casar e ter filhos?__Sr. Nelson, olha na verdade tenho sim, e se o sr me permitir quero namorar sua filha, e claro se ela  me quizer tambem.__Bom sendo assim, a conversa muda de rumo,__meu filho João vá ao escritório, pegar o que deixei em cima da  mesa,__pois não papai.__Então sr.Nelson, o sr me da esta autorização?__oia, deixa meu filho vim que eu te respondo, quero que todos participem, Izabel olhou para seu pai com carinho, e respondeu para Alceu__papai sempre nos ensinou que somos uma família, por tanto espero que você não fique ancioso com a resposta de papai, pois meu irmão já esta descendo a escada.__Alceu, imagine, sei muito bem  como é, não tiro a razão do seu pai.
Nisto chega o João com o envelope e entrega a seu pai, Eloá, olha para o filho e o marido, curiosa para saber o que teria dentro do envelope de tão importante?__Oia, moço, quer dizer que você quer namorar a minha princezinha?__Sim, sr.Nelson. e tenho as melhores intenções,__tá certo moço, mas olha primeiro o que esta dentro desse envelope,__Alceu ficou nervoso,__mas o que isto quer dizer Sr.Nelson__abra rapaz,__Alceu abriu o envelope, e sua palidez foi assim notória para todos,__gaguejando,o que isto significa  Sr. Nelson, isto é mentira__é mesmo rapaz__oia, tome mais um pouco de água, pois você esta precisando e agora me escute com toda atenção:__Construi, tudo isto aqui, com suor, e muita fé e esperança, desde pequeno trabalhando com o meu finado pai. Dei caminho a tudo que elê me deixou, para você estar aí sentado num belo sofá, você pensou que na minha maneira simples de ser, fosse me enganar. Vocês vem da Capital, pensando que numa cidade pequena como esta a tecnologia não chegou. Mas você esta enganado seu moço, eu não tenho faculdade, procurei dar o melhor para meus filhos, mas olhe sei fazer conta de cabeça que tenho certeza que você não consegue. Você moço, veio cheio de conversa bonita, querendo iludir minha princeza, axando que todo mundo é besta?as provas está na sua mão, e por gentileza, eu o convido para se retirar da  minha casa, e aqui não voltar nunca mais. Vá bater asa em outro lugar, sei bem qual é suas intenções, a beleza da minha princeza, não é para ser imaculada com um tipo como você. Chamou a empregada para abrir a porta, Alceu estava mudo, com os olhos fixados ao chão, em passos largos, acompanhou a empregada, desceu os dois degraus, com o portão já aberto, elê entrou no seu carro, e sumiu. Eloá, de boca aberta e assustada, nunca tinha visto o marido assim, aproximou, o agarrou e o beijou com todo amor, e só disse__meu amor. Seus filhos tiveram que esperar a mãe, desgrudar do pai para poder agradecer a proteção de um grande pai protegendo sua prole. A noite chega, e Eloá se veste lindamente para seu esposo, chama os filhos, o telefone toca, Sr.Nelson vai atender, era seu amigo Norberto, que lhe disse, o tal Alceu, entrou na sua loja dizendo que tinha que voltar com urgência para São Paulo, e que outro representante viria para fexar as vendas. Ambos riram, e desligou o fone. Sr. Nelson volta para os seus, e pergunta a Eloà,__querida o que você quer me falar?__Eloá, tenho um convite para fazer a você e meus lindos filhos, quero que vocês vejam a beleza do céu. __Izabel, mas mami não seria melhor você e papai?__Não minha querida eu quero todos para que possam ver duas lindas estrelinhas, sem elas nós não teríamos este brilho de união e amor.
Sairam, para o lindo jardim, rindo como crianças.


Fonte: Autora Célia Maria de Sousa Arruda Jacobino(Fênix27)
Clique aqui e escolha a sua no Site TonyGifsJavas.com.br